Tudo sobre castração do seu cachorro!

Arquivo pessoal

A decisão sobre castrar o cachorro traz muitas dúvidas aos proprietários/tutores/pais/mães de pets, acerca das vantagens e desvantagens da cirurgia.

Através de uma análise individual, o médico veterinário deverá lhe informar a melhor idade para realizar a castração, que pode variar em decorrência de raça, tamanho, peso e questões de saúde particulares ao seu pet.

Vamos entender melhor como funciona a castração canina, e a importância de você pensar com carinho sobre a necessidade de realizar esse procedimento no seu companheiro de patas.

Como é feita a castração de um cachorro?

O processo consiste na retirada dos órgãos reprodutivos dos animais, interrompendo a possibilidade de procriação do animal castrado. 

Nos machos os testículos são removidos através de um pequenino corte, depois um ponto é realizado no local e a cirurgia finalizada. Simples assim!

No caso de fêmeas a incisão é realizada no abdômen para a remoção do útero e ovários. A cirurgia pode durar de 20 a 50 minutos. 

Há também a opção de esterilização, onde os órgãos sexuais são mantidos, e é feita a laqueadura de trompas nas fêmeas e vasectomia nos machos. A desvantagem da esterilização é que não auxilia na mudança de problemas comportamentais, mas assim como a castração também previne doenças e evita a procriação.

Como funciona o pós-cirúrgico da castração de cães?

https://pixabay.com/photos/dog-veterinary-pet-animal-clinic-1912874/

Além dos medicamentos indicados pelo médico veterinário, devem-se evitar esforços e exercícios físicos a fim de auxiliar na rápida cicatrização dos pontos.

A pequena sutura demora cerca de 7 dias para cicatrizar. Enquanto isso, é preciso manter um acessório que proteja os pontos, pois o animal irá coçar e poderá arrancá-los.

Há diversas opções utilizadas para essa proteção:

  • Cone ou chapéu elizabetano, de plástico ou tecido;
  • Colar elizabetano inflável;
  • Roupa ou macacão pós-cirúrgico;
  • Protetor de membros anteriores.

Caso o seu cachorro não esteja acostumado a utilizar esses acessórios, recomendo solicitar ajuda prévia para adestramento, evitando traumas e problemas no pós-cirúrgico. Estou à disposição para lhe auxiliar neste processo!

Quais as vantagens da castração de cães e gatos?

https://pixabay.com/photos/dog-grass-defecating-pooping-5928690/

O procedimento passou a ser realizado nos Estados Unidos na década de 70, com a principal intenção de diminuir a quantidade de cães e gatos abandonados nas ruas e abrigos.

O sucesso foi imenso e a prática foi adotada em quase todos os países do mundo! 

Ao visitar países desenvolvidos como os Estados Unidos, Canadá e países europeus, não vemos animais abandonados nas ruas.

Os abrigos possuem capacidade de recolher caso surja algum e a adoção de cães também é bastante estimulada pelos órgãos públicos.

E a recomendação da castração vai além da procriação indesejada. Vamos avaliar benefícios para a saúde e também para o comportamento e adestramento de cães e gatos.

Por que os veterinários indicam a castração para a saúde de cães e gatos?

Arquivo pessoal – Nina cachorrinha da minha amiga Ana

Além de ser uma cirurgia bastante simples, se tomados os cuidados necessários como qualquer outro procedimento, a cirurgia de castração pode evitar a propagação de doenças bem graves, como:

  • Piometra (infecção no útero);
  • Tumores de testículos, próstata e mamários;
  • Cistos ovarianos;
  • Hiperplasia prostática (aumento da próstata em machos);
  • Doenças sexualmente transmissíveis;
  • Pseudociese, pseudogestação ou gravidez psicológica;
  • Controle de doenças e também de comportamentos ruins, que podem ser geneticamente transmissíveis.

Castrar cães e gatos também evita fugas, já que eles vagam em busca de parceiros, aumentando o risco de lesões e brigas com outros animais, o que pode resultar em acidentes graves ou fatais.

Por que adestradores indicam a castração de cães e gatos?

https://pixabay.com/photos/border-collie-hybrid-fun-672696/

Embora não possa garantir 100% que o seu cão ficará mais educado, com toda a certeza pelo menos em alguns aspectos comportamentais ele vai melhorar.

E quanto mais cedo a castração for realizada, melhores serão os resultados.

Também recomendo associar com a terapia comportamental e adestramento. Estou aqui, à disposição! 😉

No caso de fêmeas, sempre recomendo que sejam castradas principalmente para evitar as doenças acima citadas, que podem inclusive levar as cadelas a óbito.

Também porque o período de pinga (sangramento) traz muitas dificuldades para a rotina, pelo fato da cadela não poder passear e gastar energia, e pela questão da higiene dentro de casa.

Vale a pena lembrar que os hormônios sexuais demoram cerca de 3 a 6 meses para cessar sua atividade no organismo do animal castrado, porém a maioria das pessoas relatam que a castração parece até “mágica” e já notam mudanças significativas alguns dias após o procedimento.

Vantagens para o comportamento dos cães

Veja questões comportamentais que serão tratadas e outras que poderão até mesmo cessar após a cirurgia:

  • Marcação de território com urina e fezes, dentro e fora de casa;
  • Levantar a perninha para urinar (caso o macho seja castrado antes dos 7 meses, a chance de desenvolver este hábito diminui consideravelmente);
  • Passeios mais tranquilos, com menor necessidade do seu cão parar a todo instante para fazer xixi, ou querer atacar outros cães;
  • Brigas com outros animais;
  • Constrangimento com o hábito de excitação e monta (e em alguns casos ejaculação) em pessoas, objetos ou outros animais;
  • Ansiedade pelo instinto de precisar procriar, necessidade que o animal não racionaliza, mas que o perturba quando sente o cheiro de uma cadela no cio, mesmo que ela esteja a quilômetros de distância.

Caso você precise deixar o seu cachorro em creche (day care canino) ou hospedagem quando você precisar se ausentar, a maioria destes locais não aceitam animais inteiros (não castrados), por causa de todas as questões acima, para evitar problemas e também proteger os outros cães.

Alguns locais que recebem animais inteiros, poderão deixá-lo isolado dos outros, muitas vezes preso em uma baia ou canil, o que a longo prazo poderá desenvolver questões comportamentais sérias.

A maior falácia sobre a castração: meu animal vai engordar?

https://pixabay.com/photos/dog-pet-cute-doggy-little-happy-705820/

O que ocorre é que o animal castrado fica mais calmo, mais tranquilo, já não tem a mesma ansiedade e hiperatividade de antes. 

Então, caso você não ofereça atividades físicas para ele, e não controlar ou adequar a alimentação, ocorrerá o mesmo que ocorre com a gente: sim, ele vai engordar!

Portanto, a cirurgia da castração em si não tem a ver com a obesidade, mas sim os hábitos diários e a rotina que você oferece ao seu cão.

A castração altera a personalidade ou diminui a alegria do meu cachorro?

Definitivamente: não. Em caso de cachorro com problemas de comportamento, nós o moldamos, o ensinamos bons modos, a como controlar seus instintos, ser mais equilibrado, compreender sua posição hierárquica no grupo onde se encontra (família humana, por exemplo), e no caso do meu trabalho ajustamos também questões emocionais e espirituais entre humanos e cães.

Quanto à alegria do cachorro, percebo que os animais castrados são mais filhotões que os inteiros, principalmente com relação às fêmeas, que amadurecem mais rápido.

Cessando a necessidade de procriar a espécie, as preocupações que vêm junto desta responsabilidade cessam também.

Desvantagens da castração

Estudos sugerem que manter o animal inteiro (não castrado) auxilia o crescimento ósseo, e também na prevenção de problemas nas articulações e doenças no sistema músculo esquelético.

Por essa razão, muitos veterinários indicam aguardar que o cachorro complete pelo menos 10 meses ou no caso de fêmeas que a castração ocorra após o primeiro cio, para que o boom hormonal recebido na fase da puberdade estimule o crescimento de ossos mais fortes.

Além disso, há pesquisas que relacionam a castração há casos de hipotireoidismo, incontinência urinária na terceira idade do animal e alterações no crescimento.

Ressalto que as observações aqui trazidas são análises de artigos diversos consultados na Pubmed, Google Acadêmico, Portal Capes e Scielo.

Tanto com relação às vantagens quanto às desvantagens da castração, há informações contraditórias nas fontes de estudo acima citadas. Exponho aqui os casos mais comuns e com argumentação sustentável dentro dos artigos pesquisados na consulta realizada.

Portanto, minha indicação é que você realize uma profunda pesquisa e também converse com o veterinário (ou mais de um) para que possa tomar a decisão sobre castrar ou manter o seu animal inteiro.

Quais são as vantagens financeiras da castração

O gráfico mostra quantos animais um casal pode procriar em 10 anos.

Já vimos que a castração pode prevenir doenças e problemas comportamentais, prevenindo assim gastos com veterinário e adestramento a longo prazo.

Agora imagine o seu pet fugindo de casa ou pegando cria pelo portão: quanto você vai gastar com todos os filhotes?

Depois, o que você fará com todos os filhotes? Você terá condições de vacinar, vermifugar, tratar os doentes e doar já castrados para não correr o risco da outra pessoa usá-los para fazer dinheiro com criação clandestina de fundo de quintal?

Lembrando que entregar o filhote castrado ou com a cirurgia de castração agendada é obrigatório em muitas cidades do país, tanto para canis particulares, como também para Ongs (Organizações Não Governamentais) que recebem subsídios da Prefeitura.

Por todas as questões aqui expostas, dizemos que a castração de animais domésticos é um ato de amor!

Nossos pets não estão na natureza selvagem, não precisam procriar. Precisamos racionalizar e pensar em todos os aspectos de saúde e comportamentais, o que trará mais qualidade de vida para eles e também para toda a família multiespécie!

Qualquer dúvida estou à disposição!

Flávia Campos

Flávia Campos

Atuo com consultoria para tutores, creches e profissionais da área pet com Educação e Terapias Multiespécies desde 2008, quando criei a empresa Cães Educados, ajudando pessoas a resolverem questões caninas como transtornos comportamentais e emocionais, através de Terapia Comportamental e Terapias Integrativas. Trabalho com cães desde 1996 (meu 1º emprego foi em uma clínica veterinária, após trabalhei em diversas ongs). Cursei Gestão Ambiental, Psicologia, Pós em Naturopatia, sou Mestre em Reiki Usui, Psicoterapeuta Reencarnacionista e Consteladora Familiar Sistêmica.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments